7ª promessa: As almas tíbias torna-se-ão fervorosas

“As almas tíbias torna-se-ão fervorosas”

Iniciamos hoje a segunda metade das promessas que o Sagrado Coração de Jesus revelou a Santa Margarida Maria Alacoque (1647-1690). Esta sétima promessa é especial. Hoje vamos receber o fervor. Queremos sair da tibieza e adentrar no fervor. Mas o que é tíbieza?

A tibieza é um pecado contra o primeiro dos dez mandamentos, ‘Amar a Deus sobre todas as coisas’. Amar a Deus significa adorá-lo. O Catecismo da Igreja Católica diz no nº 2096, “Adorar a Deus é reconhecê-Lo como tal, Criador e Salvador, Senhor e Dono de tudo quanto existe, Amor infinito e misericordioso. ‘Ao Senhor teu Deus adorarás, só a Ele prestarás culto’ (Lc 4, 8) – diz Jesus, citando o Deuteronômio (Dt 6, 13)”. Deixar de rezar é deixa de adorar, isso é tibieza. Como podemos dizer se amamos a Deus se não rezamos, não adoramos o Deus que nos criou? A oração é uma forma concreta de cumprir o primeiro mandamento. Quando eu rezo, estou demonstrando o meu amor a Deus. Orar é amar a Deus. “A oração é condição indispensável para se poder obedecer aos mandamentos de Deus. ‘É preciso orar sempre, sem desfalecer’ (Lc 18, 1)”.

Hoje! Agora! O Sagrado Coração de Jesus quer nos ‘curar’, nos libertar de toda tibieza. A iniciativa é Dele. Os devotos do Sagrado Coração Jesus serão fervorosos. O fervoroso ama, adora, imita o Sagrado Coração de Jesus. O Fervoroso é Feliz. O Fervoroso é alegre. Mas a principal virtude do fervoroso é contagiar a todos com este ‘fogo santo’.

Vamos rezar? Vamos dizer sim a esta promessa? Vamos dizer: Eu quero o fervor!
Vamos fazer isso através do Ato de Consagração Pessoal ao Sacratíssimo Coração de Jesus de Santa Margarida Maria Alacoque.

Oremos:

Eu, (seu nome), vos dou e consagro, ó Sagrado Coração de Jesus Cristo, a minha vida, as minhas ações, minhas penas e sofrimentos, para não querer mais servir-me de nenhuma parte do meu ser, senão para vos honrar, amar e glorificar. É esta a minha vontade irrevogável: ser todo vosso e tudo fazer por vosso amor, renunciando de todo o meu coração a tudo quanto vos possa desagradar!

Tomo-vos, pois, ó Sagrado Coração, por único Bem do meu amor, Protetor da minha vida, Segurança da minha salvação, Remédio da minha fragilidade e da minha inconstância, Reparador de todas as imperfeições da minha vida e meu Amparo seguro na hora da morte.

Sê, ó Coração de Bondade, a minha Justificação diante de Deus, Vosso Pai, para que desvie de mim a Sua justa Cólera.

Ó Coração de Amor, deposito em Vós toda a minha confiança, pois tudo temo de minha malícia e de minha fraqueza, mas tudo espero de Vossa Bondade. Extingui em mim tudo o que possa vos desagradar ou que se oponha à vossa Vontade.

Seja o vosso puro Amor tão profundamente impresso em meu coração, que jamais possa eu vos esquecer nem me separar de Vós. Suplico-vos que o meu nome seja escrito no vosso Coração, pois quero fazer consistir toda a minha felicidade e toda a minha glória em viver e morrer como vosso servo. Amém.

Rondiney Souza Arantes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *