A unidade dos cristãos é obra do Espírito Santo e devemos rezar juntos

AFP4318020_Articolo“Unidade para todos os cristãos” – foi esta a invocação feita pelo Papa Francisco na Praça de S. Pedro num encontro com a Renovação Carismática Católica. Foram mais de 30 mil os membros deste movimento que saudaram o Santo Padre no final da tarde desta sexta-feira dia 3 de julho, num encontro pleno de cânticos, testemunhos e momentos de reflexão subordinado ao tema: “Caminhos de unidade e de paz – vozes em oração pelos mártires de hoje e por um ecumenismo espiritual”.

O Papa Francisco pediu ao Senhor para nos enviar o Espírito Santo para que “nos ensine tudo aquilo que Jesus nos ensinou” e nos dê a unidade:

“ Jesus, Senhor, tu pediste para todos nós a graça da unidade nesta Igreja que é Tua, não é nossa. A história dividiu-nos. Jesus, ajuda-nos a ir pela estrada da unidade ou desta diversidade reconciliada. Senhor, Tu sempre fazes aquilo que prometeste, dá-nos a unidade de todos os cristãos.”

É o ecumenismo espiritual, o ecumenismo da oração que nos pode dar a unidade dos cristãos como obra do Espírito Santo – sublinhou o Papa:

“A unidade dos cristãos é obra do Espírito Santo e devemos rezar juntos. O ecumenismo espiritual, o ecumenismo da oração. ‘Padre, eu posso rezar com um evangélico, com um ortodoxo, com um luterano?’ Deves, deves: haveis recebido o mesmo Batismo.”

Na realidade de hoje – prosseguiu o Santo Padre – os nossos mártires unem-nos num ’ecumenismo de sangue’ , como aconteceu com os 23 cristãos coptas egípcios na Líbia:

“Se o inimigo nos une na morte, mas quem somos nós para nos dividirmos na vida? Deixemos entrar o Espírito, rezemos para irmos em frente todos juntos.”

O Papa Francisco pediu a Renovação Carismática para prosseguir o compromisso com os pobres e necessitados, na unidade e na diversidade.

No final do encontro o Santo Padre benzeu as bíblias dos fiéis, exortando-os a terem sempre no bolso o Evangelho.

Presenças importantes a registar na Praça de S. Pedro: o Cardeal Bagnasco, presidente da Conferência Episcopal Italiana, o Cardeal Kurt Koch, presidente do Conselho Pontifício para a Promoção da Unidade dos Cristãos, o bispo siro-ortodoxo Policarpo Eugenio Aydin, o pastor pentecostal Giovanni Traetino, presidente da Igreja Evangélica da Reconciliação em Itália e ainda o Cardeal Leonardo Sandri, Prefeito da Congregação para as Igrejas Orientais.

Vários os artistas que animaram este grande encontro, entre eles, o italiano Andrea Bocelli e a israelita Noa. (RS)

Fonte: Rádio Vaticana

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *