Alegrai-vos e exultai

No alto do monte – Sermão da Montanha – Jesus ensina como é ser bem-aventurado. E a palavra bem-aventurança pode ser traduzida por suprema felicidade. Ao terminar de elencar as bem-aventuranças, conclui: “Alegrai-vos e exultai, porque será grande a vossa recompensa nos céus” Mt5,12a. O Sermão da Montanha é um itinerário de santidade, meta de vida para cada Cristão. Na perspectiva da alegria suprema do chamado à santidade, Papa Francisco nos presenteia com a Exortação Apostólica Gaudete Et Exsultate, que quer dizer: Alegrai-vos e exultai.

A Exortação Apostólica é um chamado de um pai que quer corrigir o caminho dos seus filhos. Tenhamos gosto pela santidade! É sobre o chamado a ser santo no mundo atual que o Papa Francisco discorre. Em suas palavras: “Não se deve esperar aqui um tratado sobre a santidade, com muitas definições e distinções que poderiam enriquecer este tema importante ou com análises que se poderiam fazer acerca dos meios de santificação. O meu objetivo é humilde: fazer ressoar mais uma vez a chamada à santidade, procurando encarná-la no contexto atual, com os seus riscos, desafios e oportunidades, porque o Senhor escolheu cada um de nós «para ser santo e irrepreensível na sua presença, no amor» (cf. Ef 1, 4).”Gaudete Et Exsultate, 2

Muitos relegaram o chamado à santidade aos consagrados, padre e freiras. É neste ponto que o Papa nos exorta: o chamado à santidade é para todos. É para você que lê este artigo também! Cita o papa: “Para ser santo, não é necessário ser bispo, sacerdote, religiosa ou religioso. Muitas vezes somos tentados a pensar que a santidade esteja reservada apenas àqueles que têm possibilidade de se afastar das ocupações comuns, para dedicar muito tempo à oração. Não é assim. Todos somos chamados a ser santos, vivendo com amor e oferecendo o próprio testemunho nas ocupações de cada dia, onde cada um se encontra. És uma consagrada ou um consagrado? Sê santo, vivendo com alegria a tua doação. Estás casado? Sê santo, amando e cuidando do teu marido ou da tua esposa, como Cristo fez com a Igreja. És um trabalhador? Sê santo, cumprindo com honestidade e competência o teu trabalho ao serviço dos irmãos. És progenitor, avó ou avô? Sê santo, ensinando com paciência as crianças a seguirem Jesus. Estás investido em autoridade? Sê santo, lutando pelo bem comum e renunciando aos teus interesses pessoais.”Gaudete Et Exsultate, 14.

Sinta-se desafiado pelo papa a ouvir a voz de Deus que te chama: “Sede santo porque eu sou santo”Lv 11,45. Santo não é aquele que nunca pecou, mas aquele que não desiste e luta até o fim, confiando na graça de Deus. Ninguém é santo sozinho. Podemos chegar à santidade porque Deus o quer e somente com Ele conseguiremos. Cada pessoa tem uma estrada de santidade a percorrer. Em suas lutas cotidianas, na sua vida pessoal e profissional, Deus tem um chamado à santidade para você. Não desista, Jesus morreu por nós pecadores. E é por este Jesus que morreu e ressuscitou que podemos sonhar com o céu, que podemos lutar pela santidade.

Não deixe de ler esta belíssima Exortação Apostólica que está disponível em PDF no site do Vaticano e também em livro impresso pelas livrarias católicas.

Paulo Franco Machado

Fiel Oblato da Comunidade Coração Fiel

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *