Caminho Quaresmal – 1ª Semana da Quaresma

cPalavra do dia: “Vinde benditos de meu Pai! Recebei como herança o Reino que meu Pai vos preparou desde a criação do mundo”!  (Mt 25,34)

 1. Luz da Palavra: 

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: “Quando o Filho do Homem vier em sua glória, acompanhado de todos os anjos, então se assentará em seu trono glorioso. Todos os povos da terra serão reunidos diante dele, e ele separará uns dos outros, assim como o pastor separa as ovelhas dos cabritos. E colocará as ovelhas à sua direita e os cabritos à sua esquerda. Então o Rei dirá aos que estiverem à sua direita: “Vinde benditos de meu Pai! Recebei como herança o Reino que meu Pai vos preparou desde a criação do mundo! Pois eu estava com fome e me destes de comer; eu estava com sede e me destes de beber; eu era estrangeiro e me recebestes em casa; eu estava nu e me vestistes; eu estava doente e cuidastes de mim; eu estava na prisão e fostes me visitar”. Então os justos lhe perguntarão: “Senhor, quando foi que te vimos com fome e te demos de comer? Com sede e te demos de beber? Quando foi que te vimos como estrangeiro e te recebemos em casa, e sem roupa e te vestimos? Quando foi que te vimos doente ou preso, e fomos te visitar? Então o Rei lhes responderá: “Em verdade eu vos digo, que todas as vezes que fizestes isso a um dos menores de meus irmãos, foi a mim que o fizestes! Depois o Rei dirá aos que estiverem à sua esquerda: “Afastai-vos de mim, malditos! Ide para o fogo eterno, preparado para o diabo e para os seus anjos. Pois eu estava com fome e não me destes de comer; eu estava com sede e não me destes de beber; eu era estrangeiro e não me recebestes em casa; eu estava nu e não me vestistes; eu estava doente e na prisão e não fostes me visitar”. E responderão também eles: “Senhor, quando foi que te vimos com fome, ou com sede, como estrangeiro, ou nu, doente ou preso, e não te servimos? Então o Rei lhes responderá: “Em verdade eu vos digo, todas as vezes que não fizestes isso a um desses pequeninos, foi a mim que não o fizestes! Portanto, estes irão para o castigo eterno, enquanto os justos irão para a vida eterna”.  (Mt 25,31-46)

2. Texto de Meditação sobre a Misericórdia:

Revelou em seguida a Gertrudes o amor do seu divino Coração na Eucaristia: “As minhas delícias são estar com os filhos dos homens. Foi para contentar o meu amor que instituí este sacramento; obriguei-me a permanecer nele até o fim do mundo, e quis que o recebesse frequentemente. Se alguém desvia uma alma da comunhão, impede as delicias do meu Coração… Tudo fiz para manifestar na Eucarístia a ternura do meu Coração. Quando, arrastado pela veemência do meu amor, venho pela Comunhão a uma alma, cumulo-a de bens e ela própria, e todos os habitantes do céu, todos os habitantes da terra, todas as almas do purgatório sentem no mesmo instante algum novo efeito da minha bondade”. (Amor, Paz e Alegria – André Prévot – pag 34)

3. Reflexão:

O Reino de Deus é muito concreto, no Evangelho Jesus nos ensina o caminho que devemos seguir para viver já dentro deste reino: dar de beber a quem tem sede, dar de comer a quem tem fome, vestir o que está nu, enfim é olhar o outro como irmão, é ser solidário uns com os outros é viver a comunhão a fraternidade universal. Jesus veio para estar com todos os seus, Ele mesmo disse: “Eu vim para que todos tenham vida em abundancia”. (cf Jo 10,10) Ele não quer ver os seus sofrendo, ou vivendo na miséria, por isto se fez Pão para ficar conosco. Na Eucaristia podemos encontrar Jesus e entrar neste amor que nos conquista e nos leva  também a ter este amor universal. Jesus tem um olhar de misericórdia sobre cada um de nós. Ele vê o potencial de bondade que há no nosso coração, por isto nos convida a permanecer com Ele na Eucaristia, mas levando todos os outros que estão afastados e assim podermos escutar: “Vinde benditos de meu Pai! Recebei como herança o Reino que meu Pai vos preparou desde a criação do mundo.” (Mt 25,34)

4. Propósito:

Fazer um momento de adoração eucarística.

Fazer algum gesto de amor: dando de comer a quem tem fome ou vestindo quem está nu.

5. Exame de consciência da noite:

Como é minha reação diante do sofrimento dos outros? Procuro sempre passar despercebido diante do sofrimento dos irmãos?

Diante da Eucaristia, penso sempre em mim mesmo, nos meus problemas ou levo os outros comigo?

Site: http://www.misericordia.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *