Atos de Piedade

“Longe do Senhor, para onde iria minha alma?”

Para viver esta regra, é preciso estar intimamente ligado a Jesus, ininterruptamente. Portanto, a jornada diária de cada missionário (a) será marcada pelos seguintes passos:

Invocação do Espírito Santo,

Hora da Misericórdia,

Santa Missa,

Santo Rosário,

Adoração Eucarística,

Liturgia das horas

Estudo da Palavra de Deus,

Diário Espiritual (exame de consciência).

 

Invocação do Espírito Santo

Outrossim, o Espírito vem em auxílio à nossa fraqueza; porque não sabemos o que devemos pedir, nem orar como convém, mas o Espírito mesmo intercede por nós com gemidos inefáveis. (Rom 8,26)

Não se pode iniciar nada sem a ajuda de Deus. E é o Espírito Santo que dá essa tonalidade à nossa vida. Para isso, já no inicio do dia, cada missionário (a) invocará o auxilio do Espírito Santo de Deus:

Vinde Espírito Santo,

enchei os corações dos vossos fieis

e acendei neles o fogo do vosso amor!

Enviai vosso Espírito e Tudo será criado,

e renovareis a face da terra.

Oremos, Oh Deus que instruístes os corações dos vossos fiéis

com a luz do Espírito Santo,

fazei que apreciemos retamente todas as coisas,

segundo o mesmo Espírito, e gozemos sempre da sua consolação,

Por Cristo Senhor Nosso. Amem!

 

Hora da Misericórdia

“Ficai aqui e vigiai comigo!”(Mt.26,38c)

Dispondo-nos a viver a Misericórdia do Senhor, os missionários (as) busquem encontrar-se espiritualmente com Ele na hora da sua morte na Cruz. Unidos ao Seu Coração traspassado, busquem recitar o Terço da Divina Misericórdia, renovando o clamor de perdão por próprios pecados e os do mundo inteiro.

Às 15h, não importando o lugar do mundo onde estiver, cada missionário (a) se unirá a seus irmãos de comunidade na súplica da Misericórdia Divina, meditando a Paixão Dolorosa de Nosso Senhor. Através desta oração humilde, implorará nossa cura, elevará nossos louvores, intercederá pelas intenções propostas e impetrará os milagres que a comunidade espera! Estará atento àquilo que o Senhor colocará em seu coração como intenção de oração: pelos sacerdotes, pelas famílias, pelos jovens… a escuta do Senhor o guiará neste momento de união com Jesus e com seus irmãos de comunidade.

 

Santa Missa

“Eu sou o Pão da Vida!” (Jo.6,35)

  1. Nenhuma oração substitui a Santa Missa. Nenhuma consagração de vida seria bem sucedida sem o nutrimento espiritual de Deus! A pessoa que se oferece a Deus como consagrado enfrenta graves batalhas e vive mergulhada num mundo continuamente sedutor e traidor. Sem o vigor espiritual que a Eucaristia nos dá, seria impossível transpor essas barreiras! Por isso, o ponto alto do dia de cada missionário (a) é a Santa Missa. (Cf. Estatuto n. 31)

“Escuta Israel, o Senhor teu Deus é o único Senhor…!”(Deut. 6,4)

  1. Durante a santa missa, cada missionário (a) estará atento ao que o Senhor Jesus lhe falará através da liturgia e da homilia do Sacerdote. Cada missionário (a) se esforce para a escuta filial daquilo que o Senhor quiser falar.
  1. Cada missionário (a) terá especial atenção na hora da elevação, de modo particular o Santíssimo Sangue do Senhor que é “sangue da nova e eterna Aliança”, significando o compromisso que assumiu diante da Igreja. Nesse momento, renovará fervorosamente suas promessas e juras de fidelidade ao Senhor.
  1. Ao aproximar-se da Sagrada Comunhão, cada missionário (a) apresentará seu coração desejoso de ser fortalecido pelo Senhor, recebendo seu Corpo Santo com recolhimento e doçura, alegria de rosto e de coração, reparando os ultrajes cometidos contra o Sagrado Coração.

Santo Rosário

“O Espírito Santo descerá sobre ti, e a forca do Altíssimo te envolverá com sua sombra. Por isso o ente santo que nascer de ti será chamado Filho de Deus!” (Lc. 1,35).

  1. Cada missionário (a) se esforce para aprender de Nossa Senhora especialmente a virtude do silêncio e da humildade. A Virgem Santíssima trouxe no próprio ventre o Salvador da Humanidade, no entanto não se vangloriou por ser a “consagrada de Deus”, passava por entre as pessoas deste mundo como se fosse uma simples como eles, no entanto, por onde passava marcava o caminho com seu silêncio orante e humilde. Queiramos ser assim!
  1. Impossibilitado (a) de rezar o rosário inteiro durante o arco da jornada, cada missionário (a) medite ao menos um de seus mistérios. Essa devoção tenha especial lugar durante as viagens, nas caminhadas de ida e vinda e nas horas da noite antes de adormecer, como o fazia nosso inspirador Beato João Paulo II que declarava o rosário como sua oração preferida.

 Adoração Eucarística 

“Deus é Espírito e seus adoradores devem adorá-lo em espírito e verdade!”(Jo.4,24)

  1. Cada missionário (a) inclua a Adoração como lugar privilegiado de seu encontro com Jesus. Estar diante do Senhor é atitude própria dos anjos e Santos, conscientes do chamado à santidade, coloquemo-nos aos pés do Senhor, como filho (a) que escuta e adora! O que ouvir do Senhor, seja posto em prática na vida pessoal e, conscienciosamente, comunicado aos irmãos!

“Mãos para o trabalho, joelhos para a adoração.” (Pe. Delton)

54a. A Comunidade Coração Fiel se alicerçou e caminha à luz de Jesus Sacramentado. Ela depende de Jesus na Hóstia Santa! Gira em torno do Santíssimo Sacramento. Aos pés do Cristo Hóstia, depomos nossas dores e somos curados! Aprendemos o mistério do Sagrado através da adoração.

Não fostes vós que me escolhestes, mas eu os escolhi…!” (Jo 15, 16).

54b. Nossos momentos de ação de Graças são orquestrados pela prece fervorosa que brota dos nossos lábios em favor da nossa vocação na força do Carisma Coração Fiel:

Senhor Jesus, manso e humilde de Coração, dai-me a docilidade e fervor necessários para honrar o chamado que me fizestes.

Quero ser moldado (a) pelo vosso coração.

Desejo ser modelado (a) pela vossa fidelidade!

Inundai-me com vosso Santo Espírito e fazei de mim o que bem quiserdes, quero querer o que vós quiserdes!

Obrigado (a) por me chamar e enviar como missionário (a) na vossa Igreja!

Jesus, Divino Oleiro, selai em nós o carisma Coração Fiel.

Vossa misericórdia infinita nos cure, nos renove e nos constitua anunciadores do vosso amor!

A vossa graça faça com que o Carisma Coração Fiel seja irradiado para os quatro cantos do mundo, e muitos corações generosos queiram, como nós, deixarem-se tocar pelo vosso Coração!

Fecundai na vossa Igreja esse carisma, vigiai com vosso amor os que se preparam para se unir a nós e chamai de novo os que ainda não perceberam vossa voz!

Eis-me aqui, como vosso (a) anunciador (a) e colaborador (a) no recrutamento do povo novo, gerado na misericórdia e constituído na santidade pela força do Carisma Coração Fiel!

Virgem do Silêncio, rogai por nós e educai-nos na obediência fiel ao vosso Filho!

Jesus Cristo Coração Fiel, moldai nosso coração ao Vosso, pois confiamos em vós! Amém. (Pe. Delton Filho )

  1. Cada missionário (a) dedicará ao Senhor, ao menos 30 minutos diários de adoração. Além do momento de encontro com Ele na Santa missa, esse tempo de adoração servirá para que busque mergulhar no mistério da misericórdia infinita do Coração de Jesus.

Liturgia das Horas

  1. Honrando a espiritualidade e tradição da Igreja, cada missionário (a) deverá unir-se a ela através da santificação do tempo, por meio da oração da liturgia das horas. Recitando ou cantando, deixará ressoar em seu coração a voz de Deus que fala através desta linda forma de oração na Igreja.

56a. A comunidade de vida tenha a liturgia como importante meio de santificação do tempo; a comunidade de aliança sentir-se-á convidada a também fazê-lo de acordo com suas possibilidades.

Estudo da Palavra de Deus

“Senhor, a quem iríamos nós? Tu tens as palavras da Vida Eterna!” (Jo.6,68)

  1. A História da Igreja nos atesta que além da Eucaristia, um dos meios eficazes, perenes e poderosos de comunhão com Deus é através da Sagrada Escritura. Por isso, a jornada diária de todo missionário (a) será marcado/santificado pela Palavra de Deus.

“Se permanecerdes na minha palavra, sereis meus verdadeiros discípulos; conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará!” (Jo 8,31-32)

  1. Cada missionário (a) acompanhará a Liturgia Diária que lhe servirá de guia, seja para a participação fervorosa da Santa Missa, seja para que se oriente a buscar as fontes da graça de Deus no livro Sagrado! As leituras, o salmo, o Santo Evangelho servirão de canais através dos quais ouvirá atento, o que o Senhor quer lhe dizer.

Diário Espiritual

“Ensinai-nos a bem contar os nossos dias, para alcançarmos o saber do coração!” (Sl. 89,12)

  1. Para ser santo é preciso fazer a vontade do Senhor. Uma vez ouvindo a voz do Senhor é necessário respeitá-la, honrá-la, guardá-la no coração! Para tanto, servirá de ajuda para todo missionário (a) o ‘diário espiritual’ onde poderá escrever diariamente o que o Senhor lhe disser nos momentos de oração e de intimidade; aquilo que porventura sentir no coração como moção interior na Hora da Misericórdia, durante a Santa Missa, nos momentos de adoração, no Estudo da Palavra (…)!
  1. Para todo missionário (a) o exame de consciência diário será oportunidade de auto-avaliação, louvor, análise do dia e chance de registro no próprio diário.
  1. Tal diário, conforme própria consciência, ajudará cada missionário (a) na direção espiritual. O auxiliará a não esquecer detalhes importantes que podem – conforme sua consciência e respeito do sigilo/foro interno – ajudar no diálogo com o diretor e o acompanhará nas horas de louvor!