Espiritualidade

A espiritualidade Coração Fiel

Nossa espiritualidade é a espiritualidade da Igreja, mergulhada na inspiração e nos frutos do nosso carisma. Em total obediência ao Santo Padre, ao colégio episcopal e ao Magistério da Igreja. Queremos viver nossa vocação, auxiliados pelo uso dos carismas e dons do Espírito Santo, carismaticamente ligados a Cristo e sua Igreja. Essa unidade seja visível através da comunhão com a diocese onde estivermos radicados.

Cada missionário (a) terá como centro de sua jornada diária a Santa Missa. Viverá com especial atenção os tempos litúrgicos da Igreja, para celebrar a comunhão com a Esposa de Cristo.

Para manifestar o desejo de ter um Coração Fiel como o de Jesus, cada missionário (a) o imitará de modo especial nos conselhos evangélicos: pobreza, castidade e obediência.

A pobreza fiel

“Bem-aventurados os que têm um coração de pobre, porque deles é o reino dos céus!”(Mt.5,3)

“Senhor, dá-me a graça de morrer sem dinheiro, sem divida e sem pecados!”.

 

Nosso Senhor foi pobre. A maior riqueza terrena de Nosso Senhor foi sua pobreza, através dela Ele atraía muitos corações para si! A pobreza não é não ter nada. A verdadeira pobreza é aquela que consiste em fazer uso das coisas deste mundo, do dinheiro, dos bens, de milhões… sem porém sentir-se apegado a nada.

“Na verdade, julgo como perda todas as coisas, em comparação com esse bem supremo: o conhecimento de Jesus Cristo, meu Senhor. Por ele tudo desprezei e tenho em conta de esterco, a fim de ganhar Cristo e estar com ele. (Fil 3, 8-9a)

Quero deixar ‘tudo’ por causa do ‘Tudo’ que é Deus.

 

A castidade fiel

“Pois onde estiver o vosso tesouro, ali estará também o vosso coração!” (Lc 12,34).

Nosso Senhor foi casto! Cada missionário (a) se esforce para ser como Ele, tendo um coração indiviso como o d’Ele, para que possa oferecer a vida, sentimentos, esforços, energias…tudo para o Senhor. Lute para que seja tão de Jesus que seus pensamentos, ações e motivações sejam puras, cândidas como eram as de Nossa Senhora!

 

A Obediência fiel

“Importa que Ele cresça e que eu diminua!”(Jo.3,30)

 

Nosso Senhor foi obediente! Obedeceu ao Pai em tudo, sendo fiel até a cruz! Cada missionário (a) aprenda de Jesus esta atitude do coração. Como Ele, cada um (a) perceba a obediência como ato de piedade e não apenas gesto de disciplina.