Cremos na Vida Eterna

A modernidade é capaz de fabricar coisas extraordinárias: satélites ultramodernos, smartphones de última geração, impressoras 3D, etc. Todavia, a humanidade pode apenas ‘fabricar’. Não pode ‘criar’. A palavra criar, neste contexto, significa fazer surgir do ‘nada’, tornar existente algo que antes não havia. Essa ‘façanha’ é prerrogativa única do Senhor Deus. Ele é o criador!

Na sua bondade, Deus criou o homem à sua ‘imagem e semelhança’ (Gen 1,26ss). A expressão bíblica quer explicar que existe em nós a ‘centelha da vida’. Algo que a ciência não é capaz de reproduzir! Podemos chamá-la também de ‘alma’. A nossa alma é imagem e semelhança de Deus: é espiritual e imortal! É isso mesmo que você acabou de ler! Temos em nós uma realidade que nunca findará. A alma não morre.
O nosso corpo material envelhece, pode adoecer e morrer. Mas a alma persiste. A vida não termina num caixão. Existe vida após a morte, sim. Chamamos essa vida de ‘Vida Eterna’. É preciso esclarecer que não é apenas a alma dos ‘santos’ que tem a qualidade da imortalidade. A alma dos pecadores também possui esse dom. É por isso que precisamos pensar bem a respeito do nosso ‘destino eterno’.

A vida eterna será de gozo e glória para os que viverem em Deus nesta vida; e será de dor e pena para os que viverem como se Deus não existisse. O catecismo da Igreja católica nos ensina a respeito das últimas realidades que nos acontecerão: morte, juízo, inferno ou paraíso (CIC n. 1020ss ). São os novíssimos. É utilíssimo meditar sobre isso.

Um conselho muito útil é o de fazer o ‘exame de consciência’ todos os dias antes de dormir. Pensar se nossa vida tem sido uma preparação para aquilo que queremos experimentar na vida eterna. Lembre-se que o prêmio ou a pena eterna (após o juízo universal), não são alcançados de uma vez. Tudo se faz aos poucos. O intervalo entre o ‘agora’ e o ‘na hora da nossa morte’ pode ser rápido demais para quem não se prepara para a Vida Eterna. Eu e você nascemos para a eternidade, e essa eternidade precisa ser na presença de Deus! Deus nos amou tanto que nos criou desse jeito, para que um dia estejamos com Ele para sempre.

Jesus não mentiu quando nos prometeu essa graça. Assumamos com fé essa promessa maravilhosa: “Todo aquele que crê em mim, mesmo que morra viverá!” (Jo 11,25) “Quem comer do pão que eu lhe der terá a Vida Eterna!” (cf. Jo 6,54)

Pe. Delton Filho, fundador
da Comunidade Coração Fiel

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *