Como surgiu a Semana de Pentecostes em Brasília/ DF

A Semana de Pentecostes registra sua história na Igreja Católica Apostólica Romana como a maior festa religiosa, a título paroquial, de todo o mundo, não somente por sua incompreensível dimensão em alcance de público, mas por ser um forte meio de evangelização para diferentes credos, opiniões e nacionalidades. Partindo do pressuposto de reviver a experiência dos apóstolos, vivida no Cenáculo, com Nossa Senhora, a Festa de Pentecostes motiva e propaga a efusão do Espírito Santo a todos os povos.

Durante os últimos 20 anos, os milhares de fiéis tornaram-se milhões, fazendo da graça de Deus, um dom palpável e visível a olho nu.

Desde 1998, ano da revelação dessa grande missão ao Pe. Moacir Anastácio, Jesus Cristo, o grande e único protagonista dessa festa, tem operado inúmeros milagres e prodígios. No Domingo da Ascensão do Senhor, deste mesmo ano, às 8h, como costume, o padre celebrava a primeira missa do dia, na Paróquia São Pedro. A leitura deste dia está em At 1, 4-5, na qual Jesus ordena aos discípulos que não se afastem de Jerusalém, mas que aguardem o cumprimento de Sua Promessa, ou seja, o envio do Espírito Santo.

O Padre terminou esta celebração dizendo: “Ide em paz e que o Senhor vos acompanhe.” Neste momento, ele ouviu uma voz interior que lhe dizia: “Não foi isso que você pregou e nem foi isto que Eu te ensinei.”  Não compreendendo aquela locução interior, deu continuidade às celebrações  do dia, na Capela Imaculada Conceição de Maria, às 10h30. Mais uma vez, ao final da missa, repetiu a mesma despedida e, novamente, ouviu aquela voz que lhe dizia a mesma coisa.

 A partir de então, ele foi diretamente para sua capela rezar e meditar sobre aquelas palavras. Assim, obteve do Senhor este discernimento: Que a partir daquele dia, no qual a Igreja celebrava Sua Ascensão, Jesus queria que todos ficassem reunidos em oração até o domingo seguinte, dia de Pentecostes, no qual Ele cumpriria, novamente, Sua promessa de enviar sobre todos do Seu Espírito Santo. Obedecendo a esta ordem, na missa das 19h deste mesmo dia, ele convocou todos os fiéis presentes para, juntos, iniciarem uma semana inteira de oração, louvor e adoração ao Senhor. Com o objetivo de realizar um evento organizado e seguro, o Pe Moacir montou uma equipe de coordenação, escolhendo cinco paroquianos: Washington, Vicente de Paulo, Paulo, Maria Alina e Mary.

 Já no ano 2000, o Senhor concluía a revelação, em relação à Semana de Pentecostes. Nascia a grande devoção às Velas de Pentecostes.

Neste ano, alguns padres foram convidados para celebrarem a Eucaristia, na Semana de Pentecostes. Em uma das missas, celebrada pelo Pe Carlos Rambo, durante a homilia, Deus dava ao Pe Moacir, uma nova revelação que dizia: “Na Semana de Pentecostes, manda essas pessoas trazerem uma vela na sexta-feira e consagra-a ao Pai, uma segunda vela no sábado e consagra-a ao Filho e uma terceira vela no domingo, dia de Pentecostes, e consagra-a ao Espírito Santo. E no momento mais difícil de suas vidas, deverão acendê-las e o milagre irá acontecer.” Estavam presentes, nesta celebração, cerca de 3 mil pessoas. Começava, então, a intensa devoção às Velas de Pentecostes.

Daí por diante, curas, libertações, conversões e renovações de vida foram acontecendo prodigiosamente, e a Festa de Pentecostes passa a ser cada vez mais conhecida. Até o ano de 2003, o evento aconteceu somente na Paróquia São Pedro. Porém, neste mesmo ano, aproximadamente 25 mil pessoas por dia, nos três últimos dias de celebração, tomaram as proximidades da Paróquia São Pedro, fazendo necessária a conquista de um lugar maior.

Assim, nos anos de 2004 e 2005, os três últimos dias de celebrações da Semana de Pentecostes passaram, então, para um centro de eventos, o Pistão Park Show, localizado em Taguatinga Sul – DF, recebendo um público estimado em 100 mil pessoas.

Neste ano de 2018 os três últimos dias de celebração acontecerá no Taguaparque Pistão Norte / Taguatinga DF, iniciando as 8h da manha e encerrando as 19h com celebração da santa missa.

Uma linda e impactante história com o amor de Deus foi sendo tecida através da fé, da esperança e do clamor por um novo Pentecostes.

Neste ano, no qual a festa completa 20 anos de graça Ele nos convida: “Levantai-vos e vamos”! Então, eu, você, os nossos amigos e familiares, a Comunidade Renascidos em Pentecostes, a Paróquia São Pedro, todos nós, iremos ao encontro do Senhor da Glória.

www.renascidosempentecostes.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *