Jovem fazer o bem faz bem!

Quando me pediram para escrever esse texto, fiquei pensando por onde começar, então pedi ao Senhor que falasse ao meu coração e a resposta veio como uma flecha, por meio da Palavra “Em tudo vos tenho mostrado que assim, trabalhando, convém acudir os fracos e lembrar-se das palavras do Senhor Jesus, porquanto ele mesmo disse: É maior felicidade dar que receber!” (At 20,35) . Hoje vemos tantos slogans na TV e nas mídias de grupos ou pessoas que se dizem “pessoas do bem”, ou ainda “fazer o bem faz bem”. Esses são slogans impactantes, chamam a atenção, mas devemos nos perguntar e buscar respostas se realmente é o bem que está sendo disseminado, ou ideias que vêm, “mascaradas” de bem e no fundo estão doutrinando, dando uma ideia distorcida do que é realmente o “bem”.

Claro que existem pessoas imbuídas do bem, querem, desejam e o praticam, mas existem muitas “fakeNews” do bem, onde por trás de um falso querer fazer o bem, há um desejo de atrair as pessoas, para um falso bem, por exemplo, a pessoa que aconselha ou ajuda o outro a praticar o aborto, usar camisinha, contraceptivo, no intuito (ou desejo) de livrar o “amigo” de uma fria, ou ainda fazer a prova no lugar do outro, dentre outras atitudes. Nessa situação, você pode até pensar que está ajudando, quando na verdade está contribuindo para que o mau se instale na vida do outro e na sua também. Fazer o bem faz bem, quando nos comprometemos a viver, ser e fazer o bem que brota do amor, mas do amor que se doa, que renúncia seu querer em favor do próximo.

O bem que sabe distinguir entre o bem e o mau. A alegria que Jesus se refere é a alegria que Ele próprio experimentou, de doar até a última gota de Seu Preciosismo Sangue pela humanidade. Fazer o bem faz bem, porque nos torna mais humanos, traz alegria fazer o outro feliz, devolver o sorriso aos tristes, o brilho aos olhos daqueles que perderam a fé e a esperança. Fazer o bem faz bem, porque é bom saber que todos estão bem. Precisamos aprender a fazer o bem por meio de gestos concretos, e assim mudar o outro de dentro para fora e a nós também.

Convido você a fazer a experiência da renúncia de algumas horas de sono em favor dos mais necessitados. Renunciar ao seu “achismo” em favor da verdade que liberta você e o outro, a sua bebida de hoje, por um litro de leite e um pedaço de pão em favor dos que têm fome! Enfim renunciar a sua falta de fé e confiança em favor daquele que perdeu a esperança. Pois seu testemunho devolverá a fé, esperança e confiança para aquele que precisa sair do lamaçal que se encontra. Comece com um gesto de amor e gratidão dentro de sua casa, com seus pais, seus irmãos… com respeito, obediência e carinho. Faça a experiência e tenho certeza que irá experimentar uma overdose de paz e alegria que ainda não experimentou. Permita-se fazer o bem, porque fazer o bem faz bem, muito mais a nós que aos outros!

Maria José Oliveira
Missionária Elo de Vida

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *