2ª Semana da Páscoa – Sexta-feira

(At 5,34-42)

Leitura dos Atos dos Apóstolos.

Naqueles dias, 34um fariseu chamado Gamaliel, levantou-se no Sinédrio. Era mestre da Lei e todo o povo o estimava. Gamaliel mandou que os acusados saíssem por um instante.

35Depois disse: “Homens de Israel, vede bem o que estais para fazer contra esses homens. 36Algum tempo atrás apareceu Teudas, que se fazia passar por uma pessoa importante, e a ele se juntaram cerca de quatrocentos homens. Depois ele foi morto e todos os que o seguiam debandaram, e nada restou.

37Depois dele, no tempo do recenseamento, apareceu Judas, o galileu, que arrastou o povo atrás de si. Contudo, também ele morreu e todos os seus seguidores se dispersaram. 38Quanto ao que está acontecendo agora, dou-vos um conselho: não vos preocupeis com esses homens e deixai-os ir embora. Porque, se este projeto ou esta atividade é de origem humana será destruído. 39Mas, se vem de Deus, vós não conseguireis eliminá-los. Cuidado para não vos pordes em luta contra Deus!” E os membros do Sinédrio aceitaram o parecer de Gamaliel.

40Chamaram então os apóstolos, mandaram açoitá-los, proibiram que eles falassem em nome de Jesus, e depois os soltaram. 41Os apóstolos saíram do Conselho muito contentes por terem sido considerados dignos de injúrias, por causa do nome de Jesus. 42E cada dia, no Templo e pelas casas, não cessavam de ensinar e anunciar o evangelho de Jesus Cristo.

– Palavra do Senhor.

– Graças a Deus.

Responsório (Sl 26)

— Ao Senhor eu peço apenas uma coisa: habitar no santuário do Senhor.

— Ao Senhor eu peço apenas uma coisa: habitar no santuário do Senhor.

— O Senhor é minha luz e salvação; de quem eu terei medo? O Senhor é a proteção da minha vida; perante quem eu temerei?

— Ao Senhor eu peço apenas uma coisa, e é só isto que eu desejo: habitar no santuário do Senhor por toda a minha vida; saborear a suavidade do Senhor e contemplá-lo no seu templo.

— Sei que a bondade do Senhor eu hei de ver na terra dos viventes. Espera no Senhor e tem coragem, espera no Senhor!

(Jo 6,1-15)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo João.

— Glória a vós, Senhor.

Naquele tempo, 1Jesus foi para o outro lado do mar da Galileia, também chamado de Tiberíades. 2Uma grande multidão o seguia, porque via os sinais que ele operava a favor dos doentes. 3Jesus subiu ao monte e sentou-se aí, com os seus discípulos. 4Estava próxima a Páscoa, a festa dos judeus.

5Levantando os olhos, e vendo que uma grande multidão estava vindo ao seu encontro, Jesus disse a Filipe: “Onde vamos comprar pão para que eles possam comer?” 6Disse isso para pô-lo à prova, pois ele mesmo sabia muito bem o que ia fazer. 7Filipe respondeu: “Nem duzentas moedas de prata bastariam para dar um pedaço de pão a cada um”.

8Um dos discípulos, André, o irmão de Simão Pedro, disse: 9“Está aqui um menino com cinco pães de cevada e dois peixes. Mas o que é isso para tanta gente?” 10Jesus disse: “Fazei sentar as pessoas”. Havia muita relva naquele lugar, e lá se sentaram, aproximadamente, cinco mil homens.

11Jesus tomou os pães, deu graças e distribuiu-os aos que estavam sentados, tanto quanto queriam. E fez o mesmo com os peixes. 12Quando todos ficaram satisfeitos, Jesus disse aos discípulos: “Recolhei os pedaços que sobraram, para que nada se perca!”

13Recolheram os pedaços e encheram doze cestos com as sobras dos cinco pães, deixadas pelos que haviam comido. 14Vendo o sinal que Jesus tinha realizado, aqueles homens exclamavam: “Este é verdadeiramente o Profeta, aquele que deve vir ao mundo”. 15Mas, quando notou que estavam querendo levá-lo para proclamá-lo rei, Jesus retirou-se de novo, sozinho, para o monte.

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Santo Hermenegildo, pai de família e cristão católico

Santo Hermenegildo, através de sua esposa, pôde tornar-se um autêntico cristão

Santo Hermenegildo era filho de um rei cristão ariano, ou seja, que acreditava em Jesus Cristo como verdadeiro homem, mas não como verdadeiro Deus.

Por graça de Deus, através de sua esposa, Hermenegildo pôde tornar-se um autêntico cristão. Seu pai, chamado Leovigildo, era impiedoso, conquistador de nações e exterminador de inimigos, não o acolheu, porque não aceitava o Arianismo. Então o ameaçou e o combateu em guerra. Desprezando o perdão de seu filho, o rei mandou prendê-lo e o entregou aos algozes.

O pai mandou decepar a cabeça de Hermenegildo. Entretanto, o crime acabou por enchê-lo de profundo arrependimento, revendo suas posições anos mais tarde. Converteu-se também e alcançou a Igreja da Espanha, encontrando a paz.

Em 1586, o papa Sixto V declarou a festa de São Hermenegildo para o dia do seu martírio e o indicou como padroeiro da Espanha.

Santo Hermenegildo, rogai por nós!

Formações

A Bíblia e o celular

Com o passar do tempo, o número de usuários da telefonia celular vem crescendo assustadoramente no mundo. Quem poderia imaginar que hoje nós poderíamos levar conosco no...

Homilia Missa de Encerramento do Encontro da Divina Misericórdia na íntegra Pe. Delton Filho

Estejamos atentos para ouvir a voz do Senhor “O Senhor abriu-me os ouvidos; não lhe resisti nem voltei atrás.” (Isaías 50,5) A Primeira Leitura nos ensina a treinar os...

Pregação na íntegra Pe. Delton Filho: Somos Igreja da Misericórdia

Como Igreja, devemos ser agentes para a concretização da Misericórdia de Deus na terra Deus aprouve de forma pedagógica, no decorrer da história da Igreja, nos ensinar que...

A exaltação da Santa Cruz

A 14 de setembro, a Igreja celebra a Festa da Exaltação da Santa Cruz. Essa festa vem dos primórdios da cristandade, porque a morte do Senhor sobre a Cruz é o ponto...

Como viver bem o mês da Bíblia?

Em setembro, recebemos um belo convite da Igreja no Brasil: olhar com mais carinho para a Bíblia, fonte de nossa fé O mês de setembro foi escolhido fazendo memória a São...

A Vocação em uma nova Comunidade

Vamos conversar um pouco! Você em algum momento da vida já se perguntou: por que eu vim ao mundo? Por que eu não me sinto inteiramente feliz? Qual é o sentido da minha...