Minha Vocação é o Amor!

Hoje em dia ouvimos tanto de amor. A palavra “amor” parece estar banalizar na boca das pessoas. É como se o amor fosse algo “material”, que faço e desfaço como eu quero. Como se fosse apenas um “sentimento” e,nós sabemos que o amor não é sentimento, mas o amor é uma decisão que precisamos tomar diariamente. Precisamos todos os dias nos decidir a amar. O Senhor nos diz “Eu vos dou um novo mandamento: amai-vos uns aos outros. Como eu vos amei, assim também vós deveis amar-vos uns aos outros.” (Jo 13,34). Não é tão simples, diante de nossa miséria, amar e ainda como o Senhor nos amou.

Nos tempos atuais o amor, como diz o Pe. Zezinho, “virou consórcio, compromisso de ninguém”. É muito comum ouvimos algumas pessoas dizerem que “fizeram amor” ou que irão “fazer amor”. Eu pergunto, como assim fazer amor? O amor se faz? O que verdadeiramente é amor? Esses dias eu ouvi meu fundador dizer “vou te ensinar a fazer amor-primeiro tire toda sua roupa, fique nu, depois deixe-se ser flagelado, ao ponto de não parecer humano, mas sim uma chaga viva e ainda depois, suba na cruz, estenda os braços e deixe-se ser pregado nela e , ainda por cima, olhe para os que te flagelaram te pregaram naquela cruz e suplique ao Pai o perdão para cada um deles…. olhe-os depois de tudo com amor….”ISTO É FAZER AMOR! Isto é amar!

O amor não é fazer uso do corpo do outro  ou, para outra, para seu “bel” prazer. O amor não é “transar” hoje e amanhã descarta o outro como se descarta um objeto que já não nos interessa mais. Não! O amor é uma decisão de coração, mais ainda, o amor é uma decisão da alma. Amar é compreender… amar é perdoar… amar é acolher o outro como ele é, amar é dar a vida pelo outro. Amar é dar Deus ao outro, é desejar que o outro ame mais a Deus que a você…. porque você sabe que a felicidade verdadeira só é possível quando descobrimos e estamos perto do verdadeiro amor… e repito, amor de verdade mesmo, só o de Deus! Só ele morreu de amor e por amor…. Quem ama de verdade, não sufoca o outro, ao contrario, deixa-o livre. Coisa mais tola, perdoe-me o termo, a pessoa que diz que ciúme é prova de amor… isso é no mínimo ridículo, fruto do nosso “sentimento” de posse do outro.

Jesus morreu na Cruz para nos libertar, porque Ele nos amou e nos ama…. Nós fomos criados pelo e para o amor. Por isso a minha vocação, sua vocação é por primeiro “Amar, amar e amar”. Que possamos tomar posse dessa verdade que tantos santos, tanto dos tempos mais antigos, como os atuais nos ensinem com tanta verdade. Repita para você mesmo(a) “Minha vocação é o amor, a partir dela descobrirei o que Deus tem para mim”.

E, lembre-se “Deus não tem necessidade das nossas obras, mas do nosso amor… O Amor é tudo é eterno… Amar e tudo dar e dar-se a si mesmo”. (Santa Terezinha do Menino Jesus).

 

Missionária Amarília Freire

Comunidade Coração Fiel

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *