O coração e Jesus é a genuína fonte de alegria para nossas vidas

“No último dia, que é o principal dia de festa, estava Jesus de pé e clamava: ‘Se alguém tiver sede, venha a mim e beba. Quem crê em mim, como diz a Escritura: Do seu interior manarão rios de água viva’.”

O Coração de Jesus é fonte de várias coisas, entre elas a vida. Mas eu gostaria de focar em outro aspecto: a alegria. Jesus era uma pessoa alegre. Recordam-se do episódio no qual, no fim de um dia de pregações, Ele é cercado por crianças? Sim, as escrituras nos dão a entender que elas estavam se dependurando e brincando com Jesus. Mas Pedro se incomodou com isso e os quis enxotar.

Crianças são espontâneas, alegres e sinceras; e aquelas crianças eram atraídas por Jesus, porque Ele era uma pessoa alegre! Note que alegria não é sinônimo de falta de sobriedade; Jesus enxergava além de todo aquele contexto, por isso prometeu que aqueles que creem n’Ele terão fartura de alegria: “Do seu interior manarão rios de Água Viva”.

Fonte de Alegria

Logo depois da morte de Jesus, um soldado, buscando atestar a morte do Senhor, perfurou-O com uma lança. Ela atravessou a pele de Cristo e atingiu Seu coração, vertendo água. Curiosamente, não pensamos nisso como um brotar de fonte de alegria. Mas aí está a lição: é possível ser feliz mesmo em situações difíceis.

Conheço pessoas que não têm nada e são muito felizes; outras que sobejam bens materiais e vivem infelizes. Existem inúmeras fontes falsas de alegria: dinheiro não compra felicidade, saúde não traz felicidade, pessoas não trazem felicidade, mas o Sagrado Coração de Jesus é uma sólida fonte de genuína alegria.

Nós católicos somos a única religião do mundo na qual a divindade se tornou comida. Qual é, afinal, a relevância disso? Comida é sinônimo de alegria, de saciação, sustento e recuperação das forças. Na Eucaristia, quando comungamos do Corpo e Sangue de Cristo, estamos renovando nossa força e alegria.

A depressão é um estado no qual não se sente alegria. Segundo dados oficiais da Organização Mundial de Saúde (OMS), a depressão é, hoje, um problema mundial de saúde. E o encontro pessoal com Jesus é o único, verdadeiro e pleno fundamento para a superação desse mal. Sem Jesus, sem o Sagrado Coração, é impossível a cura real.

Fonte: http://eventos.cancaonova.com/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *