O que diz a Bíblia sobre o Aborto?

Não somos obra do acaso! O ser humano é objeto do amor divino, somos criaturas de Deus e Ele mesmo nos criou. É preciso ficar bem claro que a vida é um direito inviolável “Não matarás…” Mt 19,18. A própria ciência concorda que a vida começa na concepção, tão logo o espermatozóide se une ao óvulo, ali surge uma vida. Portanto, por mais que os interessados em aprovar a indústria do aborto tentem florear o discurso dizendo que o que há antes das 12 semanas é um “aglomerado de células”, nós cristãos queremos dizer em alto e bom som: É VIDA! Por isso, para buscar na Bíblia referências sobre o que pensar sobre o aborto é pensar sobre morte. A discussão é longa e não quero aqui fazer juízo daquelas que por diversas situações chegaram a este extremo. Mas falar de aborto é falar de uma indústria que visa assassinar inocentes e obter muito lucro com isso.

O catecismo nos ensina que a vida humana deve ser respeitada e protegida de maneira absoluta a partir do momento da concepção. Desde o primeiro momento de sua existência, o ser humano deve ver reconhecidos os seus direitos de pessoa, entre os quais o direito inviolável de todo ser inocente à vida. CIC 2270. O pecado original nos expôs à morte, desde então padecemos as mais diversas situações. Todos nós sofremos e o sofrimento não é condição para retirar uma vida. Dentre todos os direitos o mais sublime é o de existir. Por maior que seja o sofrimento e pior que seja a condição que somos sujeitados nesta vida, nosso esforço nunca deve ser a morte. Imagine que para acabar com a fome devemos então matar todos os famintos. Ou para acabar com a deficiência vamos matar todas as crianças especiais. Não devemos resolver o problema das mães em situação de risco causando morte. Nossa luta é sempre pela vida! Pela vida da mãe e pela vida do bebê.

Cristão de boa fé, não é possível amar a Deus e defender o aborto. Deus nos deu a vida através de seu filho. “Eu vim para que tenham vida, e a tenham em abundância” (Jo 10,10). Devemos lutar para que a vida seja um direito que ninguém possa tirar. Se você se incomoda tanto com a situação das mães em gravidez de risco, faça algo para ajudá-las, não incentive o aborto. Ajudar uma mãe a tirar seu filho não a tornará mais feliz. Querem ter o direito de matar como direito de saúde. Cristão não se contenta com pouca coisa, cristão não é medíocre! Aquele que ama a Cristo quer vida para a criança e para a gestante.

A poucos dias vi alguém dizer: “Não tem problema abortar um feto até 12 semanas, ele não sente nada”. Imagine então, se um bandido te der uma anestesia geral, poderá te matar? Afinal de contas você não sentirá nada. Saiba que a omissão é um pecado gravíssimo. Se você se sujeita a acreditar que o aborto é uma saída e defende esta idéia, saiba que se torna co-responsável desta morte.

Para as mulheres que já abortaram, dedicamos nossas orações e saibam que, a mesma Igreja que condena o aborto é a Igreja que te acolhe. E saiba também que a sociedade que te apóia a abortar

é a mesma que te abandona. O Coração de Jesus é fonte de toda misericórdia, não tenha medo de se aproximar. Em Deus encontramos o perdão dos nossos pecados.

Não há meio termo para o Reino dos Céus. “Seja o vosso sim, sim, e o vosso não, não. O que passa disso vem do maligno” Mt 5, 37. Enfim, o que a Bíblia diz sobre o aborto? O mesmo que diz sobre o assassinato. Aborto é morte!

Paulo Franco, Fiel Oblato

Comunidade Coração Fiel

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *