Pregação na íntegra Pe. Delton Filho: Somos Igreja da Misericórdia

Como Igreja, devemos ser agentes para a concretização da Misericórdia de Deus na terra

Deus aprouve de forma pedagógica, no decorrer da história da Igreja, nos ensinar que é impossível desatrelar a fé da experiência mística com Deus. Muitos santos e santas, no decorrer dos séculos, tiveram experiências místicas com Jesus, vendo-O de diversas formas. Para alguns: um Deus amoroso e doce, buscando proximidade; para outros: triste pela condição humana e sempre mostrando Sua Misericórdia.

Sobretudo, as experiências místicas nos trouxeram (em especial na revelação de Santa Faustina) a consciência da necessidade do ser humano de esforçar-se para ser alcançado pela Misericórdia de Deus. Quem desejar ser envolvido pelos raios da Misericórdia, precisará se conscientizar da sua missão.

O momento de assumir a nossa missão

Deus escolheu este momento para falar com você e trazer o entendimento do seu chamado, da sua missão: ser a Misericórdia de Deus. A nossa missão precisa ser a concretização da Misericórdia de Deus.

A Misericórdia de Deus começa em nossa vida pelo próprio fato de termos nascido. Dentre milhões de espermatozoides, você foi concebido. Deus nos permite que a nossa vida se una com a história da própria Igreja, sendo um atestado da Misericórdia de Deus.

É preciso viver para entender

Muitos dizem que não conseguem entender a Bíblia, a Palavra de Deus. Mas, isso se deve ao fato de que, a Bíblia, não deve ser simplesmente lida, e sim vivida. Da mesma forma a Divina Misericórdia, porque para entendê-la, devemos vivê-la; acolhendo a miséria do outro.

O núcleo de todo o pecado em nossa vida está em não confiarmos em Deus, em duvidarmos do amor e do cuidado d’Ele por nós. Mas, Jesus nos convida a confiarmos n’Ele, acolhendo o chamado de viver a Misericórdia em nossas vidas: dando de comer a quem tem fome; água a quem tem sede e etc. As obras de Misericórdia devem ser realizadas com boa vontade; como manifestação da Divina Misericórdia em nós.

Deus precisa de nós

Demonstramos que temos em nós a Divina Misericórdia quando suportamos as pessoas com as quais convivemos. Sendo para elas exemplos de vida; exercitando o perdão; sendo tolerantes e sinceros. Hoje, Deus não precisa de novos santos místicos, e sim de religiosos e leigos capazes de atuarem como agentes da Misericórdia, concretizando aquilo a que Ele nos comissionou.

Padre Delton Filho

Fonte: www.cancaonova.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *