Reconhecimento Diocesano da Comunidade Coração Fiel

O Espírito Santo suscita livremente formas novas de oferta e consagração de vida ao Senhor. Ao longo dos séculos, a Igreja viu florescer em seu seio inúmeros grupos de pessoas que escolheram, livremente, viver de forma mais radical a consagração a Deus. Em geral, estes grupos religiosos se assemelham pela busca de viver os conselhos evangélicos: pobreza, castidade e obediência. Foi assim que surgiram as primeiras ordens religiosas, congregações, institutos e associações religiosas.

A graça de Deus não pára ao longo do tempo. Também nos dias atuais, o Espírito de Deus continua suscitando novas realidades eclesiais para abrigar aqueles que querem viver radicalmente o próprio batismo. A comunidade Coração Fiel não é diferente. Há seis anos percebemos que o Senhor nos chamava para algo ‘mais profundo’ na vida de entrega a Ele. Nós não sabíamos direito de que se tratava. Éramos entusiasmados em oferecer a vida ao Senhor, de modo integral e a favor do povo de Deus. Ao apresentar a idéia ao nosso bispo diocesano na época, Dom José Chaves, a orientação foi prudente: “façam a experiência e cuidem para não morrer de fome, já que não terão objetivo financeiro!”. As palavras de Dom José representam a autorização oficiosa (não-oficial) para início daquilo que nós hoje chamamos de Comunidade Coração Fiel. Cabe ao bispo ‘discernir’ se as iniciativas em sua diocese são de origem divina ou não passam de uma experiência temporária e pessoal(CIC, cânon 312 § 1).

Neste ano, nosso bispo Dom Messias agendou uma celebração muito importante para todos nós. Trata-se do Reconhecimento Diocesano da Comunidade Coração Fiel. O momento em que a autoridade máxima da nossa diocese pronunciará oficialmente o seu parecer a respeito da nossa comunidade. Esse evento acontecerá no dia 31 de Janeiro, dia de Dom Bosco – um de nossos baluartes intercessores. Nesta celebração, nossos estatutos serão oficialmente aprovados e nosso carisma confirmado!

Mas o que significa esse ‘reconhecimento’?

O que vai mudar para nós depois dessa cerimônia?

O Reconhecimento Diocesano significa que a Igreja oficialmente reconhece a inspiração divina da comunidade. O bem trazido pela comunidade reverbera em toda a Igreja e a Diocese manifestará seu parecer positivo através de um documento que dará personalidade eclesial à comunidade.

Essa é a grande mudança. A partir do reconhecimento diocesano, a comunidade Coração Fiel passa a ter uma personalidade jurídica conforme o Código de Direito Canônico da Igreja Católica. Já que a legislação religiosa não contempla uma categoria que defina perfeitamente a realidade das novas comunidades, estas são encaixadas na qualidade de “associações privadas de fiéis”. (cf. cânones 215 e 303).

Estamos em festa com esse grande momento. Para os membros da comunidade, trata-se da confirmação do carisma e a bênção da Igreja para o itinerário vocacional. Também para os amigos fiéis significa que estão apoiando uma obra que realiza – em nome da Igreja Católica – uma missão de grande importância; cujos frutos são reconhecidos na sociedade e em meio ao povo cristão.

Junte-se a nós neste tempo de alegria e festa. Agradecemos a Deus pelo dom do Carisma Coração Fiel! Agradecemos ao Senhor pela Vocação! Fazemos parte de uma família espiritual que recebe o aval da Igreja e se sente ainda mais impulsionada a continuar. Louvamos a Deus por todas as pessoas que participaram da nossa história. O incentivo paternal de Dom José foi confirmado pelo apoio e acompanhamento de Dom Messias. Nossa comunidade passa a ser a primeira associação privada de fiéis aprovada na história de 55 anos de história da Diocese de Uruaçu. A partir de nosso pouco, queremos oferecer tudo ao Coração Fiel de Jesus em favor da Igreja.

Seu irmão,

Pe. Delton Filho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *