Regional Centro-Oeste emite nota com indicações para as eleições 2018

Conselho Episcopal Regional (Conser), preparou nota que deixa claro que é importante a todo cristão católico expressar sua fé não somente por meio do sentimento religioso, mas também manifestando-a concretamente no dia a dia. Por isso, as eleições devem ser vistas como momento oportuno de mudanças e transformação social, em que os cristãos são convocados a participar ativamente.

Os bispos ainda explicam na Nota, que a Igreja é apartidária, “mas busca conscientizar o eleitor e incentivar os leigos que se sentem chamados a representar o povo com um mandato político”. O episcopado do Regional Centro-Oeste também oferece pistas para as eleições 2018.

Segue pistas para as eleições 2018 dos Bispos do Regional Centro Oeste

1 – É proibida a propaganda eleitoral no interior das igrejas, como também discursos e comícios, sob o risco de se incorrer nas penalidades previstas na legislação eleitoral;

2 – Procure-se conhecer os candidatos e suas propostas, exigindo deles um compromisso ético;

3 – Que os candidatos defendam os valores cristãos, por exemplo, no que diz respeito à vida e à família, o direito dos pais de educarem seus filhos na prática da fé e dos costumes, e rejeitem todo tipo de ideologia contrária ao direito natural e à doutrina e moral da Igreja.

4 – Que uma vez candidatos os fieis leigos não instrumentalizem sua liderança na ação evangelizadora da Igreja. Continua presente o salutar ensinamento da Igreja de que os sacerdotes estão excluídos da possibilidade de serem candidatos.

5 – Que haja clareza sobre a origem e o uso de verbas para a campanha eleitoral.

6 – Que seja avaliado o histórico do candidato, sua coragem de combater a corrupção e a consciência de administrar os bens públicos.

7 – Que o eleitor procure votar com consciência sem aceitar trocas de favores e benefícios por voto. Compra e vendas de votos são atos de corrupção. Votar, não para agradar alguém, nem se baseando em pesquisas de opinião mas na convicção sobre o caráter do candidato e a atuação de seu partido.

8 – Não anular voto e nem votar em branco

9 – É possível promover encontros com candidatos de partidos diversos, moderados por um membro da comunidade eclesial, visando conhecer suas propostas.

10 – Evitar o desânimo e valorizar o voto como oportunidade de alcançar as mudanças necessárias.

 

Fonte: Trecho da Nota da CNBB

Regional Centro Oeste

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *