Retiro do Clero em Israel

Num evento sem precedentes nos 55 anos de criação da Diocese de Uruaçu, clero diocesano se reúne em Israel para Retiro Anual. Entre os dias 27 de Fevereiro de 10 de Março deste ano, nosso presbitério pôde visitar os lugares santos para o cristianismo.

Por iniciativa de Dom Messias dos Reis Silveira, bispo diocesano, os padres da diocese de Uruaçu foram convidados a fazer o retiro do clero na Terra Santa. Com o suporte logístico e facilitações de pagamento garantidos pela Comunidade Obra de Maria, o presbitério diocesano foi aderindo lentamente até atingir a sua quase totalidade. Diante da idéia e da oportunidade, padres de outras dioceses se sentiram a vontade para pedir ingresso no grupo. Assim, a comitiva ficou formada por 61 padres com a participação de sacerdotes das Dioceses de Rubiataba/Mozarlândia (12), Goiás (1), Arquidiocese de Brasília (1).

A viagem foi constituída de duas partes essenciais: o retiro propriamente dito e uma peregrinação aos lugares santos. O local escolhido para o retiro foi o Monte Carmelo, mais exatamente no Convento Stella Maris da Ordem Carmelita, na cidade de Haifa. Acolhidos neste local onde o Profeta Elias viveu seus momentos mais importantes – conforme o relato bíblico, os clérigos foram orientados pelo pregador do retiro: Dom Jorge Bezerra (da diocese de Jardim-MS). Em suas meditações, Dom Jorge ressaltou aos presbíteros a importância da busca por assemelhar-se a Cristo, Sumo e Eterno Sacerdote. De modo especial a dependência absoluta que Jesus tinha com relação a Deus Pai: “Tudo em Jesus é um testemunho fiel daquilo que é o Pai; não possui nada de próprio!”, afirmou. “A entrega de morte na cruz é o cume de um caminho progressivo de entrega, é preciso um discipulado e sério amadurecimento para ir deixando os pesos – cargas inúteis – pelo caminho… É uma ciência seguir a Deus porque vamos aprendendo a nos conhecer e nos ‘despossuir’ para enfim ser ‘possuídos’ por Deus!”, exortou o bispo. Entre partilha de suas experiências de 25 anos de Sacerdócio, Dom Jorge testemunhou a necessidade de sair de si para colocar-se a disposição de Cristo para a missão da Igreja como caminho de Santidade: “não devemos perder o tempo do nosso sacerdócio com outras coisas a não ser para buscar a Cristo! Do contrário não vale a pena colocar nossa juventude, força e inteligência. Se me entrego a Deus, tenho que fazê-lo de corpo e alma. Não pode ser um teatro! Quando fazemos isso, Deus faz o resto em nós!”, conclui.

A segunda parte da viagem considerou uma vista orante aos lugares sagrados para a fé cristã. Sediados em Nazaré e Belém, os presbíteros e os dois bispos viveram momentos de profundo enriquecimento espiritual e cultural. A Santa Missa pôde ser celebrada em Cafarnaum, Nazaré, Belém, Jericó e Jerusalém.

O saldo final da viagem computou não apenas a rica experiência de visitar os lugares sagrados (a primeira vez para a maioria dos peregrinos), mas também o enriquecimento fraterno. Muitos padres testemunharam que ao longo da viagem laços foram se estreitando, dentro do próprio presbitério e entre as dioceses presentes. O coordenador da Pastoral Presbiteral da Diocese de Uruaçu, Pe. José Francisco, afirmou ao término do retiro que tanto o enriquecimento espiritual proporcionado pelo retiro pregado por Dom Jorge, quanto a experiência de convivência entre os padres fizeram desta viagem um momento histórico, inesquecível e altamente proveitoso para a Igreja.

Cada padre pôde trazer em seu coração as intenções de tantos paroquianos. De certa forma, cada fiel estava representado quando os clérigos pisavam as ruas das cidades que foram visitadas por Nosso Senhor. Da mesma forma, muito puderam acompanhar toda a viagem que teve cobertura exclusiva da Pascom Diocesana através de rádio, web e redes sociais.

Na missa de encerramento da viagem, no Instituto Notre Dame em Jerusalém, Dom Messias agradeceu aos padres a adesão maciça e o espírito fraterno que reinou durante todos os dias de convivência. Ressaltou ainda a grande alegria por poder partilhar a experiência com as dioceses vizinhas que enriqueceram o retiro anual de nosso clero.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *