Coração de Jesus, fonte de Cura e Libertação

Coração de Jesus fonte de Cura e Libertação

Não há dúvida de que algo extraordinário aconteceu quando o soldado perfurou o Sagrado lado de Cristo, atingindo-lhe o Coração. Os evangelistas atestam a mudança interior que ocorreu no coração do centurião e seus soldados (Lc 23,47 ; Mt 27 55 -56 ; Jo 19 35 – 37 ).

O primeiro a ser atingido pela abundante água e sangue foi justamente aquele soldado que o feriu mortalmente. Há um poder extraordinário que brota do Coração de Jesus. No Soldado – ateu, cruel e insensível –  vemos características de alguém que necessita de cura e libertação. Todavia, há um detalhe: o soldado não pediu esse milagre! Daqui vemos um sinal tão cheio de misericórdia que só pode vir do Coração de Deus.

A única exigência foi estar próximo. É verdade que a proximidade do soldado foi uma proximidade violenta, maldosa, desrespeitosa. Mas, estranhamente, mesmo agindo assim, o mal presente naquele soldado não conseguiu subsistir quando foi atingido pelo sangue e água que brotaram do peito de Jesus.

Que cura aconteceu? Com certeza as mágoas, as injúrias e humilhações que fizeram daquele homem alguém tão duro e  cruel foram milagrosamente estancadas. A gangrena da alma foi completamente sanada. Que libertação ocorreu? Não há dúvida de que as feridas da alma abriram uma brecha para a opressão maligna, a ação do demônio que cega espiritualmente o coração tornando-o incapaz da misericórdia.

Ao ser banhado pelo sangue e água, o soldado  teve a alma completamente liberta da opressão do maligno, a libertação foi total. Como fruto imediato, o pagão – agora homem de fé – exclama: “Na verdade, este homem era o Filho de Deus!”.

Quem de nós não necessita de uma intervenção semelhante em nossa vida? Todos precisamos de cura e libertação. Faça o propósito de não se distanciar do Coração de Jesus. Permaneça perto! Suplique insistentemente : “Oh Sangue e Água, que jorrastes do Coração de Jesus como fonte de misericórdia para nós, eu confio em Vós!”. Mediante a sua confiança, também em você hão de se manifestar a Cura e Libertação que o Senhor concede àqueles que d’Ele se aproximam.

Oh Sangue e Água, que jorrastes do Coração de Jesus como fonte de misericórdia para nós, eu confio em vós!”.

Seu irmão,

Pe. Delton Filho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *