Paciência: esperar na Misericórdia de Deus!

paciência-esperar-na-misericordia-de-Deus

Qualquer contratador que se preze se apressa em apontar as vantagens a um jovem candidato que deseja trabalhar em sua empresa. Na maioria das vezes, a propaganda das vantagens é tão tentadora que vestir o uniforme ou usar o emblema/logomarca da empresa se torna um sonho, um bem de consumo, um objetivo da vida. Jesus, no entanto, ao mostrar as vantagens daqueles que o seguem, traça também os riscos e ainda diz que tudo vem recheado de ‘perseguições’(Mc 17,30). paciência

A Palavra é enfática quando diz: “se entrares para o serviço de Deus, prepara a tua alma para a provação!” (Cf. Eclo 2,1). Como se prepara a própria alma para uma provação? Todo mundo sabe que um dia vai morrer, mas quanta gente vive como se isso não fosse verdade! É tão comum ouvir dizer no velório: “ – ainda ontem estávamos conversando, e agora ele está ali, no caixão!”. De que jeito alguém que entrou para o serviço do Senhor deve se preparar para a provação? paciência

A primeira necessidade é convencer-se de que a palavra está falando sério. Não é brincadeira. As provações virão. Elas são reais! paciência

E quando elas chegam? Como agir? Pra quem está preparado e pra quem se esqueceu de preparar-se a recomendação é a mesma: “permanece firme, na justiça e no temor”(idem). Parece fácil falar, não é? Até os discípulos passaram por apuros. E naquele episódio, de madrugada e em plena tempestade na barca? Enquanto todos gemiam e tremiam, Jesus ‘dormia’ na barca… isso é que é provação! Enfrentar a tempestade, água caindo, vento soprando forte e ainda conseguir enxergar o Mestre. Dormindo (Mc 4,35ss)! Se nem aos discípulos foi negado passar por isso, quanto mais nós, dois mil anos depois! Manter-se firme nessa é hora não é apenas questão de fé, é também questão de têmpera. A fé se adquire por graça e virtude. Graça porque Deus a dá a todos já na hora do santo Batismo. Virtude porque é adquirida também através das tantas vezes a que somos expostos ao fogo. “é pelo fogo que se experimentam o ouro e prata, e os homens agradáveis a Deus!” (Eclo 2,5). paciência

Não me assusto quando vejo alguém vociferando na hora da provação. Sim, a murmuração é um mal. Mas é também a reação natural quando a pessoa se esquece de ‘dar ouvidos e acolher as palavras de sabedoria’. É muito mais fácil “chutar o pau da barraca” do que ‘humilhar o coração e esperar com paciência’ (Eclo 2,2). Somos da geração do fast food, da aspirina, da comunicação instantânea… somos treinados para não esperar. A Palavra há milênios pede: ‘sofre as demoras de Deus’. Talvez porque Ele também tem sofrido as nossas demoras. Ninguém consegue acelerar o processo de salvação pessoal, mas qualquer um pode atrasá-lo. Quem nunca fez isso? Quanta gente dá um passo pra frente e três para trás. Nessa hora a Palavra ainda exorta: “não te perturbes no tempo da infelicidade” (idem).

Por que passar por tudo isso? Vale a pena? paciência

Consola o fato de que todo esse ‘vale de lágrimas’ terá seu dia de sol. Deus enxugará toda lágrima (Ap 21,4). No derradeiro momento, a vida se enriquecerá (Eclo2,3)! Deus nos salvará (Eclo 2,6)! Nenhum daqueles que confiavam no Senhor foi confundido (Eclo 2,11). Nenhuma oração sincera é desprezada. Deus sempre age. No tempo dele, porém. paciência

Seu irmão,

Pe. Delton Filho

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *