Como lidar com as DESILUSÕES AMOROSAS

Muitos adolescentes, jovens e até adultos que se decidiram por um relacionamento a dois, vivenciando uma experiência de namoro estão sujeitos a sofrer uma desilusão amorosa. Isso acontece por duas razões: A expectativa colocada em cima da pessoa ou do relacionamento ou pela falsa ilusão criada sobre um aspecto do relacionamento.

Quando a desilusão acontece a tristeza e a decepção tomam con­ta de quem ficou com o coração partido e a sensação é de que a dor nunca terá fim, ou que jamais será possível se apaixonar, ou gos­tar de outra pessoa novamente.

Depois de muitas partilhas princi­palmente com jovens que vivem essa realidade partilho com você: É possível superar a desilusão amorosa ou melhor evitá-la.

A palavra de Deus no livro de Deuteronômio nos diz: “Amarás, pois, o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todas as tuas forças”. Se en­tendessemos verdadeiramente o que nos ensina esse mandamento evitaríamos muitas desilusões.

O único amor que não passa nem muda, a única pessoa que é sem­pre fiel, o único coração que nun­ca nos abandona, a única pre­sença que nunca nos deixa só se chama Jesus. Qualquer outra pes­soa seja ela namorado (a), pai ou mãe, irmãos, sobrinhos, amigos, esposo (a), estão sujeitos a errar, ou até mesmo não corresponder ao que esperamos porque somos todos dotados de humanidade, e nossa humanidade está sujeita ao erro.

Talvez o grande erro da decepção não esteja no outro que nos feriu, mas em nós mesmos de ter colo­cado essa pessoa no lugar que Deus deveria ocupar no nosso co­ração.

Aqui deixo algumas dicas para você que vive hoje essa realidade:

1-“Amarás o Senhor teu Deus, com todo o teu coração, com toda a tua alma e com todas as tuas forças”. (Deuteronômio 6,5)

Ame a Deus sobre todas as coisas! Amando a Deus em primeiro lugar você conseguirá amar o outro de forma equilibrada.

2- “Para tudo há um tempo, para cada coisa há um momento de­baixo do céu”. ( Eclesiastes 3,4).

Dê tempo ao tempo. Viva um dia de cada vez depositando sua vida nas mãos de Deus, e o tempo te mostrará que Deus sempre esteve te sustentando!

3-“Senhor, quantas vezes devo perdoar a meu irmão, quando ele pecar contra mim?” ( Mateus 18,21).

Pratique o perdão para com você mesmo, e para com o outro que possivelmente tenha deixado mar­cas negativas em você! O gesto de perdoar não é fraqueza é cura para o coração.

4-“Não entregues tua alma à tris­teza, não atormentes a ti mesmo em teus pensamentos”.

( Elesiástico 30,22).

Pela força da oração combata a tristeza, não se isole, esteja com aqueles que te faz bem e te levam para Deus.

Por fim aceite esse processo e no Senhor supere essa desilusão, não se esquecendo jamais que Deus nos criou por amor e para amar!

“O amor tudo desculpa, tudo crê, tudo espera, tudo suporta”.

(I Coríntios 13, 7).

 

Missionária Paula Gontijo

Comunidade Coração Fiel

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *