Encontro com os padres mais jovens da diocese: momento de alegria e de gratidão a Deus

Foto: PASCOM Diocese de Uruaçu

O Administrador Diocesano de Uruaçu, Pe. Francisco Agamenilton Damascena, definiu o Encontro com os Padres ordenados nos anos de 2011 a 2019, portanto, o grupo de sacerdotes mais jovens da diocese, como momento de “alegria e gratidão a Deus que continua a responder ao nosso pedido de envio de operários para a sua Messe”.

Os jovens padres representam a continuidade da missão de Cristo aqui na terra, segundo Pe. Agamenilton. “Ver os padres jovens nos enche de alegria e de esperança por saber que a evangelização por meio dos ministros ordenados continuará na história e no tempo. É a continuidade da missão de Jesus na vida dos sacerdotes”.

A reunião aconteceu na manhã do dia 21 de maio, na residência episcopal. Três momentos marcaram o encontro: primeiro a oração, depois houve um momento de partilha livre e as impressões dos primeiros anos de ordenação sacerdotal enfocando as alegrias, desafios e novidades que vão sendo descobertos no início do ministério. No segundo momento, o grupo fez reflexão a partir de um texto sobre a identidade sacerdotal. “Uma frase muito interessante desse texto é uma citação de Santo Alberto Urtado: ‘o primeiro ano viverás do entusiasmo da tua ordenação, o resto da vida viverás da fé’”.

“Tentamos oferecer a esses jovens na idade sacerdotal, caminhos para que passado o entusiasmo possam então viver o resto de sua vida na fé e isso se dá mediante uma experiência fundante do encontro pessoal com Jesus Cristo, da amizade com o Senhor que perpassa o tempo, os contextos e os anos, de modo que a vida sacerdotal se alimenta, vive dessa experiência fundante que transborda no apostolado e também no serviço às pessoas. Então, uma experiência fundante com Jesus Cristo que transborda nesse serviço apostólico do anúncio, da pregação, da palavra de Deus e do culto, a celebração da Sagrada Eucaristia”, explicou o Administrador.

Por fim, Pe. Agamenilton relatou que ficou muito contente com o encontro. “Fiquei muito satisfeito e os participantes gostaram também. Outro ponto a considerar, nesse encontro com os padres segundo a idade de ordenação é que o momento de reunião está inserido no contexto mais amplo que é a formação permanente sacerdotal. Claro que a formação permanente não se reduz a esses encontros, mas fazem parte da formação permanente que visa a santidade, na configuração, na identificação com Jesus Cristo, o sacerdote sumo bom pastor”, concluiu.

Fonte: https://diocesedeuruacu.com.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *