Quanto pior a pessoa com quem vivemos, melhor para nós

Quanto pior a pessoa com quem vivemos melhor para nós

Não sei como você se relaciona com as pessoas, em especial com aquelas que você gostaria que nunca tivessem atravessado seu caminho. Bom, eu penso que com você isso já aconteceu, ou ainda acontece: ter que conviver com alguém que você simplesmente não suporta. Tudo na pessoa te irrita, ela é exatamente o tipo de pessoa que você “abomina”, faz exatamente tudo aquilo que você considera inaceitável.

Normalmente, é uma pessoa indesejável em todo ambiente onde está, cria caso com todos, briga por qualquer coisa. Está sempre querendo dar ordens, exige de todos, menos de si mesmo, e daí por diante. Enfim, é uma pessoa simplesmente, como diz o ditado pular, intragável, insuportável, e tudo o que você deseja é que ela fique bom longe, mas muito longe mesmo de você e daqueles que você ama. Não é verdade?

Quero te dizer uma coisa: a Palavra de Deus é muito clara e nos questiona: “Se amais somente ps que vos amam, que recompensa tereis? Não fazem assim os próprios publicanos? Se saudais apenas vossos irmãos, que fazeis de extraordinário? Não fazem isto também os pagãos? Portanto, sede perfeitos, assim como vosso Pai celeste é perfeito.” (Cf. Mt 5, 46-48). É muito fácil amar quem nos ama nos faz sentir bem. A grande jogada é amar aqueles que nos custam, pois esse ou essa nos ajudam a trilhar o caminho da santidade, ou seja, eles nos ajudam a ser santos. De nada nos valerá fazer o bem a quem ó só nos faz bem.

O segredo é fazer o bem aos que nos fazem bem e mais anda àqueles que não nos fazem! Aí está a chave! Aprender a agradecer a Deus por nos permitir encontrar pessoas que nos ajudam a exercitar o perdão, a paciência, a mansidão, a humildade. Louvar a Deus por pessoas que são completamente o oposto de nós e que agem de forma totalmente contrária àquela que estamos acostumados e que nos agradam.

Pense comigo: o mundo tem mais de seis bilhões de pessoas. Imagine se todos resolvem nos ignorar e isolar? Nesse número “estupendo” não faríamos nenhuma falta para eles. Da mesma forma você e eu precisamos lembrar que nós é que precisamos de Deus. Portanto, precisamos lutar para agradar a Deus, e para isso precisamos melhorar todos os dias nosso relacionamento para conquistar os outros.

Amar a Deus acima de todas as coisas é o primeiro mandamento; o segundo é amar o próximo como a si mesmo (Cf. Mt 22, 37-39). Podemos até pensar que é possível viver só, apagar as pessoas das quais não gostamos, isolá-las de nosso meio e de nosso convívio. Mas isso não é inteligente de nossa parte, não é cristão, pois é ir contra os mandamentos de Deus e menosprezar os ensinamentos de Cristo Jesus, que nos deu um novo mandamento: “Amai-vos uns aos outros, assim como Eu vos amei…” (Cf. Jo 15, 12)

Quanto pior a pessoa com que vivemos, melhor para nós, pois ela nos ajuda a viver a santidade e nos abre o caminho para o céu. Pense nisso!

Missionária Amarília Freire

Comunidade Coração Fiel

 

Confira também:

:: O Coração de Jesus me conquistou

:: Coração de Jesus, fonte de Cura e Libertação

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *